quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Mosaicos de Mim


Não sabia a minha alma os desviares
De uma lágrima molhada de desejo
De um beijo se despindo nos altares
De um brilho de paixão que tanto ensejo

Confusos quadros na memória vejo
Entrelaçando cada elo do destino
Como se fossem mosaicos de mim mesmo
Em permanentes miragens e desatinos...

Teu rosto invade os desenhos que protejo
Mas no peito acordam todos repentinos
Descortinando imagens que pelejo
Entre paredes e sonhos clandestinos...
George Arribas
Posted by Picasa

11 comentários:

  1. Mais q mosaico do poeta, esse me parece um belo poema de amor!

    Bjos!
    Elsa

    ResponderExcluir
  2. Muito bonito, Dom Arribas
    Abração,
    Jayme Lielson

    ResponderExcluir
  3. Ana Paula Rodrigues29 de janeiro de 2009 10:22

    Lindo demais
    É incrível a beleza dessa confissão de dor, um labirinto que parecia sem saída para o amor se revelar inteiro até ser tatuado no peito do poeta: amor eternamente
    Uma saída surpreendentemente linda !

    Gosto muito de ler e tenho sérias restrições a poesias pela dificuldade se encontar algo que mexa e impressione

    Mosaicos de Mim fantástico o título, o tema, a emoção,o conteúdo e claro o poeta!
    Deus continue usando as tuas mãos e te enchendo de paixão para nos oferecer mosaicos assim
    Ana Paula(Ourinhos-SP)

    ResponderExcluir
  4. George,
    Lindíssima!

    ResponderExcluir
  5. PARABENS PELO GOL 1000 ALCANÇADO

    ADILSON

    ResponderExcluir
  6. Parabéns George !
    E que você atinja 10.000 visitas muito em breve.
    beijão
    Carol

    ResponderExcluir
  7. GLÓRIA A DEUS!!!!
    Mano amado e amigo no Caminho!
    Parabéns e vamos em frente....

    O Pai lhe abençoe e lhe bendiga, sempre!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. RAPAZ, ESTE MOSAICOS DE MIM, ESTÁ MUITO BONITO. DEUS TE ABENÇOE QUERIDO POETA.
    A INSPIRAÇÃO DO AMIGO IRMÃO ESTÁ UM 10, VALE SALIENTAR QUE GOSTEI E MUITO DE CONVERSARMOS UM POUCO HOJE LÁ NO CABANGÁ IATE CLUBE.
    DEUS TE ABENÇOE MEU IRMÃO.
    ALDO CHAVES (Recife/PE)

    ResponderExcluir
  9. Luiz Marcio Ribeiro Caldas (SP)1 de fevereiro de 2009 18:24

    Meu poeta, amigo velho:
    Se o número arredondou nos 1000, acredite poder multiplicá-lo algumas vezes e chegar à quantidade de vezes que corações foram docemente tocados por suas lindas palavras.
    Parabéns!
    Abraço,

    Luiz Márcio

    ResponderExcluir
  10. Marília Tavares Correia2 de fevereiro de 2009 20:26

    Amigo,

    Esta caldeirada de emoções, transcritas fielmente nesta poesia, traduzem a pulsação da vida humana,sedenta por amor!
    Parabéns!

    Marília

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário