quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Caminhos



É a pedra primeira
É o riso que chora
É o conto verdade
em tristezas manhãs...

É o cativo solene de saudar madrugadas
No repente e asneiras
da morena saudade...

É a rima dos versos
é a farsa sem farsa
Na moda que encontra a cor mais faceira

É a voz derradeira que atrai como imã
travestida de medo
que invade e domina

É o tudo nos fatos
são os dias nos dias
fatias dos nadas das horas vazias
Como véu dos disfarces manchado de pó
Nas poeiras primeiras dos caminhos de um só...
George Arribas

Posted by Picasa

6 comentários:

  1. Parabéns pelo seu talento e inspiração, sensibilidade e beleza interior, facilmente percebíveis pela riqueza dos seus poemas.
    beijos
    Eliane

    ResponderExcluir
  2. TE AMO,GEORGE,SEM POR QUE NEM PRA QUE.
    BEIJOS
    LU

    ResponderExcluir
  3. A PRIMEIRA ESTROFE É DE UMA METRICIDADE BELA, (É PEDRA PRIMEIRA É RISO QUE CHORA), DÁ PARA SENTIR O POEMA MOVER-SE E POR SI MESMO FALAR DO INTERIOR, BROTASNDO, ESCALDANDO E ESCALANDO AMOR.
    DEUS TE ABENÇOE MEU AMADO NOBRE POETA,
    ALDO CHAVES.

    ResponderExcluir
  4. Antônio Maria(PT)3 de março de 2009 16:56

    Olá poeta!
    O teu estilo literário é de tal forma teu que assombras com os encantos e arroubos poéticos que fazes com elegância e perceptível sensibilidade ...
    Tens o talento característico dos grande e imortais poetas - te congratulo com grande entusiasmo.
    Bravo!
    Antônio Maria de Albuquerque

    ResponderExcluir
  5. ANJO AMIGO...
    COMO ME SINTO FELIZ, EM TE ENCONTRAR NO CAMINHO DA VIDA!
    QUE SUAS RICAS E SÁBIAS PALAVRAS CHEGUEM ATÉ DEUS NESSE MOMENTO.
    E QUE ELE FAÇA DE TI MAIS SÁBIO, DO QUE JÁ ÉS...
    ENCONTRAR PESSOAS COMO VC NAS ESTRADAS DA VIDA, ME FAZEM AINDA MAIS
    ACREDITAR QUE ANJOS SÃO PESSOAS DISFARÇADAS...
    UM BEIJO CHEIO DE LUZ!

    ResponderExcluir
  6. Fatima Raposo(Portugal)4 de março de 2009 22:52

    olá amigo,

    Que grande sensibilidade e beleza, com todos os sentidos de todos os caminhos!
    PARABÉNS!
    ABRAÇO

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário