terça-feira, 3 de novembro de 2009

Moinhos...

Partindo ágil a criativa pena...
Encena a régia sorte fria da quimera
Deslizando suave vai e encontra a primavera
Ouvindo a lua entardecendo uma canção

O coração reflete a luz que abriga a ansiosa espera...
Revela ao dia o que a noite não revela
Entre os ventos e moinhos da razão
George Arribas
Posted by Picasa

14 comentários:

  1. Fausto Dornner (RS)4 de novembro de 2009 06:20

    Simplesmente ma ra vi lho so !
    Lindo lindo lindo !
    Parabens !
    Fausto

    ResponderExcluir
  2. Christiane Santoianni (SC)4 de novembro de 2009 11:24

    George
    Os seus versos me elevam com uma melodia de paz.
    Ler os seus poemas é um alívio para minha alma abatida pela frieza e desanganos.
    O seu Recanto é fantástico !
    Chris

    ResponderExcluir
  3. Olá George,
    Seu poema é iluminador.
    Transmite muita sensibilidade.
    Também acredito que na simplicidade se esconde a beleza da vida.

    Parabéns!
    Silvia Trevisani

    ResponderExcluir
  4. Liiiiiiiiindo !!!
    bjs,
    Adria

    ResponderExcluir
  5. O coração reflete a luz nos olhos de tão divinal poema.
    beijo
    MG

    ResponderExcluir
  6. Que bom conhecer esse pedacinho da sua vida, George. Seria muito bom que o mundo fosse completamente invadido por poesias, belas canções e tudo simplesmente viraria uma completa PAZ! Parabéns pela sensibilidade e continue nos proporcionando momentos cheios de sonhos. bjs.
    Rose Falangola.

    ResponderExcluir
  7. Oiiiiiiiiii!!! Meu querido!!!
    Que lindo seu poema!!!
    Agora que estou podendo apreciar essa coisa gostosa que é ler poemas dos amigos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. George, parabéns! Adorei os poemas.
    Beijos,
    Bebeth Maciel

    ResponderExcluir
  9. Realmente encantadoras, sou uma apaixonada por poesia e agora, mais ainda!
    Parabéns!

    Tássia Melo - enfermeira - Recife -PE

    ResponderExcluir
  10. Mª Fátima Correia Ferreira23 de novembro de 2009 20:21

    O seu Recanto está lindo, suas poesias são lindas...
    Parabens !
    Fátima Ferreira

    ResponderExcluir
  11. Sua Verve poética é muito abundante, seus versos são repletos de alma, sua alma, repleta de versos. Parabéns!
    Delmo Biuford

    ResponderExcluir
  12. Meu amigo poeta!
    Isso sim que é inspiração hemm!
    Amei seus poemas, já tinha dado um olhada e atá feito um comentário mas não consegui enviar.
    E as pinturas de quem é?
    Que vida! Que colorido!
    Vou ficar com uma frase de uns dos seus poemas
    entre tantos que me comoveram.
    "Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta,
    de sol quando acorda, de flor quando ri.
    Liiiiiiiiiiindissimo!!!!
    Que Deus continue te iluminando e te inspirando.
    Bj no coração,
    Ana Lima

    ResponderExcluir
  13. Suzana Ribeiro Brayner25 de novembro de 2009 23:07

    Gosto muito da forma como você escreve, se isso é estilo, saiba que o seu me encanta.
    'Moinhos' é mais uma preciosidade desse Recanto maravilhoso.
    bj com muito carinho,
    Suzana Brayner

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário