quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Meso a Meso


Uma parte de mim arde em mistério
como sombra caída na amplidão
repartida pelo o eco de um impropério
pervertendo toda a sorte da razão

Uma parte me reparte sem critério
outra parte me conduz sem direção
como descarte da arte em adultério
no estandarte faminto da ilusão
George Arribas
Posted by Picasa

17 comentários:

  1. Gustavo Paes de Andrade18 de novembro de 2010 14:19

    lindo camarada.
    bjs,
    gustavo paes

    ResponderExcluir
  2. Parabens poeta!
    Os seus versos são encantadores e trazem consigo as impressões digitais de sua alma... são harmônicos, arrojados e absolutamente inconfundíveis !
    Lindo, lindo!
    Parabens mais uma vez.
    Wilma Paschoalli

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus ! Que bom ser amiguinha de um poetinha!
    Lindo amigo.
    Manda mais.
    Beijocas
    Cati

    ResponderExcluir
  4. Ô menino inspirado!!!!!!!!!!!
    Bjs
    Geísa

    ResponderExcluir
  5. Antonio Valdemar (PT)18 de novembro de 2010 17:29

    Cada vez mais entendo a profundidade e grandeza das tuas palavras...
    Parabens pela forma magnifica como as escreves...
    Obrigado pelo previlégio de as poder lêr...

    António

    ResponderExcluir
  6. Alberto Araújo (SP)18 de novembro de 2010 18:11

    Caro George, recebi o seu e-mail/blog - e visitei o seu blog, é simplesmente fenomenal, sua escrita é digna de poetas da academia de letras, retornarei sempre ok, abraços poéticos do ALBERTO.

    ResponderExcluir
  7. Uma parte diz o bom poeta que és e a outra parte também.
    Minha admiração poeta.
    Carinho da Cida.

    ResponderExcluir
  8. Polliana Labory Sattler ( Berlin)19 de novembro de 2010 07:50

    Parabéns, grande poeta!!!
    Abraço
    Polliana

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pelo belo poema.
    O convido a conhecer e participar de meu sarau virtual, será uma honra ter algo seu publicado por lá.
    Sena

    ResponderExcluir
  10. Nas cores da arte,
    almas partem,
    Renascem estrelas !
    Raimundo

    ResponderExcluir
  11. Avanti mio caro.
    Tchau.
    Antonio Vendramini Neto

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pelo lindo texto
    Abs,
    Mosara Melo

    ResponderExcluir
  13. Ah, os Poetas, apascentadores de almas... Artífices das palavras!
    D+!

    ResponderExcluir
  14. Olá George
    Belo.
    Soberbas aliterações, musical.
    grande abraço poético.

    Wagner Marim

    ResponderExcluir
  15. Somos assim - sempre constituídos de duas partes...
    Um belo espaço!
    Parabéns

    ResponderExcluir
  16. Nossa, que lindo!! Parabens poeta!!

    ResponderExcluir
  17. Pretty! This was a really wonderful post. Thank you for providing this information.


    Feel free to visit my web page :: gold watch men ()

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário