terça-feira, 15 de setembro de 2009

Minhas Calçadas


Volto as minhas instâncias juntando pedaços de mim
como quem volta às lembranças guardadas até o fim.
Marcas manchadas de tempo pelas calçadas lancei
imagens demais preciosas pelas distâncias que andei...

E ainda que bem fizesse no entardecer da idade
a minha prima vontade, querendo o que mais queria...

Eu beberia saudade na taça da eternidade
sabendo que a mocidade com o vento então voaria...
E acordaria mais tarde ouvindo meu grito covarde
no tempo da dor tardia...
George Arribas
Posted by Picasa

15 comentários:

  1. Amigo você está mesmo um arraso na poesia.
    Parabéns !

    ResponderExcluir
  2. Eitaaaaa... recanto do poetaaa mesmooo!!
    A paz de Cristo pra vc e um dia maravilhoso..
    Gabi

    ResponderExcluir
  3. Luiz Márcio Caldas (SP)16 de setembro de 2009 16:12

    Que beleza, meu poeta!
    Obrigado!
    Beijo,
    Juca

    ResponderExcluir
  4. FUDENNNNNNNNNNNNDDDDDDDOOOOOOORRRRRRR!!!!
    Pedro

    ResponderExcluir
  5. Rev. Aldo Chaves(PE)16 de setembro de 2009 16:17

    PRA VARIAR MUITO EXPRESSIVO MEU AMADO POETA.
    FORTE ABRAÇO, DEUS TE ABENÇOE,
    Aldo

    ResponderExcluir
  6. Muito expressiva sua forma de escrever e sentir
    Adoro isso aí, seus poemas me fazem 'viajar' e me levam a lugares distantes...
    Amei mesmo.
    Regina

    ResponderExcluir
  7. Juliana Cau Durante16 de setembro de 2009 23:05

    Você escreve muito bem !
    Ju

    ResponderExcluir
  8. William Franco (RJ)16 de setembro de 2009 23:35

    Tenho acompanhado o seu trabalho com atenção e gosto muito da forma como você desenvolve suas impressões.
    Sinto-me embalado com sua deliciosa visão comtemplativa da vida e seu invejável poder lírico que repousam sobre as calçadas de nossas vidas.
    Você está de parabens poeta!
    William Franco

    ResponderExcluir
  9. Nossa!
    Sua poesia é maravilhosa!!!
    bj,
    Guta

    ResponderExcluir
  10. Olá, Caro Amigo,
    Suas poesias me encantam.
    Então, tomo a liberdade de enviá-las aos meus amigos e parentes.
    Recebo de volta muitos elogios endereçados à você.
    Enviei para meu namorado, em Portugal, Minhas Calçadas. Ele , simplesmente, amou, pois é um
    graande admirador e leitor assíduo de poesias e de grandes obras literárias, além de ser muito bom declamador.
    Com um abraço,
    Márcia

    ResponderExcluir
  11. António Valdemar (PT)24 de setembro de 2009 23:36

    Antes de mais, gostaria de agradecer a amabilidade com que me presenteou com sua mensagem, na realidade li um poema seu que achei notável.
    Falamos a mesma lingua que já deu grandes poetas ao mundo, sei que é mais um, e será com enorme prazer que lerei seus poemas...
    Um grande abraço,
    António Valdemar

    ResponderExcluir
  12. Rita de Cássia Almeida (ES)25 de setembro de 2009 00:46

    Querido Poeta.
    A forma como tu escreves me encanta.
    As tuas poesias flutuam com música, muita beleza e suaves movimentos.
    Elas são as tuas calçadas...Elas são lindas, muito lindas!
    De fato é difícil conhecer o teu Recanto e não sentir a alma atraída e sedenta, pedindo para ficar um pouco mais...PARABENS
    Rita

    ResponderExcluir
  13. Silvana Rodrigues (RN)26 de setembro de 2009 19:31

    Simplesmente linda e maravilhosa.
    Nada mais a acrescentar!
    Sil

    ResponderExcluir
  14. Que poema lindo cara !
    Gostei muito.Parabens.
    Gil

    ResponderExcluir
  15. Andréa Pelegrinelli (SP)12 de outubro de 2009 14:04

    Querido, amei ler você e conhecer você.
    Você é uma alma iluminada!!!
    Parabéns pela beleza de sua sensibilidade.
    Pra você eu tiro o chapéu.
    Lindo !!!_
    Andréa_

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário